segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

O massacre de Columbine

Eric e Dylan

Provavelmente você já ouviu falar em bullying, um assunto que está sendo bastante comentado na tv e na internet.

Se você não sabe o que é bullying, esta é a definição de bullying: é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo incapaz de se defender. 


Você certamente já sofreu, cometeu ou assistiu um ato de bullying. Alguns amigos da escola e o grupo de oração que eu participo está realizando um trabalho contra o bullying, nós montamos um teatro e estamos apresentando ele nas escolas da região. O teatro tem sua parte engraçada e tem também a parte séria, o próximo que a gente fazer eu vou tentar gravar e colocar aqui pra vocês verem. Eu acho que vocês vão gostar. 


Bom mas o que eu vim falar não é exatamente sobre teatro, é sobre um massacre que ocorreu nos EUA no Instituto Columbine que fica no Colorado. 

                          Dylan Klebold - 10 Years Since The Columbine Massacre
No dia 20 de abril de 1999, Eric e Dylan atiraram em vários colegas e professores. Faltavam apenas 17 dias para o fim do ano letivo. Eram bons alunos, porém não eram populares na escola. Preferiam os computadores às quadras de esporte. Encontraram sua turma nun grupo, A Máfia da Capa Preta. Esse grupo se baseava em um filme lançado em 1996, ''Diário de um adolescente'', no filme o protagonista Leonardo DiCaprio sofria humilhações , nos seus sonhos se via numa capa preta matando todos na escola.


                             Dylan Klebold - 10 Years Since The Columbine Massacre
Ridicularizados pelos atletas, remoíam planos de vingança e extravasam seu ódio na Internet. Eric, o cabeça do grupo tinha um site com frases e símbolos nazistas. Em seu auto - retrato, escreveu: "Mato aqueles de quem não gosto, jogo fora o que não quero e destruo o que odeio". Já Dylan dizia que seu numero pessoal era 420, possivelmente uma referencia à data de nascimento de Hitler, 20 de abril, que também foi escolhido para o dia do massacre.
                              
Em seu diário Eric mostrava toda a sua revolta e seu desejo de ser deus, enquanto Dylan mostrava grande depressão. Eric escreveu certa vez: " Eu me sinto como Deus e gostaria que fosse, para que todos estivessem OFICIALMENTE abaixo de mim". Enquanto Dylan escreveu: Eu sou um deus, um deus da tristeza". Uma socióloga disse que jovens como Eric e Dylan não eram solitários, eles apenas não eram aceitos pelos populares.
                                   
Não se sabe como conseguiram as armas, mas com certeza acharam na Internet a receita para fabricar as bombas. Um vizinho viu os dois, na segunda-feira, véspera do fuzilamento, partindo garrafas com um taco de basebol. Os cacos seriam usados como estilhaços nas bombas, e o vizinho não desconfiou de nada. Num exemplar do livro de formatura do colégio, Eric decidiu, com palavras escritas sobre as fotos de cada aluno quem ia morrer e quem seria poupado, escrevendo "morto'', "morrendo" ou ''salvo".


Centenas de alunos e professores, trancados nas salas, ouviam os tiros e explosões sem saber o que estava acontecendo. Muitos ligaram para casa pelos celulares, sussurrando, para pedir socorro. Eric e Dylan acompanhavam tudo pela tv da biblioteca, vendo a transmissão ao vivo do cerco à escola. No final, depois de meia hora de silêncio a SWAT invadiu a biblioteca e encontrou os corpos dos meninos cercado por outros corpos, alguns até irreconhecíveis. O sangue era tanto que a polícia divulgou estimativa de 25 mortos. Só no dia seguinte, desativadas todas as bombas, pode-se retirar e contar os corpos. 


Cassie Bernall, uma das estudantes assassinadas foi morta quando Eric e Dylan a perguntaram se ela acreditava em Deus. Se ela dissesse que não, eles poupariam sua vida, mas ela disse que sim, mesmo sabendo que seria morta.
                             
Ao total, 13 mortos, 21 feridos e um caso que chocou o mundo. Uma psicóloga que estudou o caso , disse que Eric e Dylan não eram garotos comuns que jogavam video games demais, não eram garotos comuns que eram viciados em internet, Eles simplesmente não eram garotos comuns. Foi feito um filme baseado nesta história, o filme se chama Elephant. Eu assisti e achei beeeeeeeeeeem paradão. Mas vale a pena você assisti e tomar suas próprias conclusões. E agora um vídeo que mostra cenas da camera de segurança no dia do massacre e também algumas imagens do filme. A música que toca no fundo é a mesma que eu postei agora pouco Mad World - Gary Jules. Achei linda essa música. Mas triste.


Leia mais sobre o assunto


Então pessoal, é isso. Quem não conhecia esta história, agora conhece. E vamos pensar né, olha o que o bullying pode fazer na vida de uma pessoa. Vingança não é legal. E como dizia Seu Madruga "a vingança nunca é plena, mata a alma e envenena".


Texto adaptado de Wikipédia por Luana.


Beijos Betina 

6 comentários:

EduardoZaniniMesmo disse...

Déjà vu que me deu agora. hahahah

Betina, Gabi, Luana disse...

haha porque será né :D é nois no teatro manolo ;)

Anônimo disse...

nossa quanta crueldade oque esta avendo com o mundi.......

Anônimo disse...

Primeiramente gostaria de dizer que, bom, não os vejo como culpados ou assassinos. Não estou dizendo que o que eles fizeram estava certo, mas eles eram apenas meninos confusos, que precisavam de ajuda. Sentir odio deles não vai mudar o que aconteceu. Acho que devemos sentir um pouco de compaixao, e perdoá-los. Entendo que nao é uma tafera fácil, mas é o certo a fazer.
Sinto muito.

NATHALIA MAYUMI disse...

eric e dylan sao perfietoss as vitimas sao umas merdas

Algumas Manias disse...

Cada um sabe o que pensa...

Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...